Imagem Reflexão 4

 

Ser cristão comprometido com a Grande Comissão é ser agente de transformação, é ser discípulo que gera discípulo. “Erguer os olhos e ver os campos brancos para a colheita” (Cf. João 4.35) é ser sensível ao clamor da nossa gente, da nossa terra, é prontificar-se em levar a esperança que traz sentido à vida – JESUS É A ESPERANÇA. O desafio, enquanto discípulos de Cristo, não consiste em construções faraônicas de megatemplos e impérios eclesiásticos, mas em que “(...) a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens”(Tito2.11). Portanto, querido leitor, como pessoas já alcançadas por esta graça, somos discípulos. Logo, somos agentes de transformação comissionados para compartilhar vida na vida. O evangelho de Cristo, ou o cristianismo em si, não pode ser visto como uma filosofia, religião ou um compêndio teológico. Não pelo discípulo dele. O discípulo de Cristo, enquanto agente de transformação e vida, vê o cristianismo como estilo de vida, como projeto de autoria divina para restaurar o que o pecado danificou – O HOMEM.

 Walmir Andrade
Pastor da 2ª IB em Palmas (TO)
voltar ao topo